Paul Brunton Daily Note

A Mente, que é para sempre, não pode sofrer nenhuma mudança em si mesma e nenhuma multiplicação de si mesma. Se pudesse, não seria o que é – o Último, o Absoluto, o Incondicionado e o Único. Nem, sendo perfeita, completa, poderia ter desejo, propósito, objetivo ou motivo para si mesma. Portanto, não poderia ter projetado o universo em busca de qualquer benefício ou necessidade de ganho. Não há resposta para a pergunta por que o universo foi enviado.

16.28.1.65
Ouvir2022-07-04

  • De The Notebooks of Paul Brunton, volume 16
  • Categoria 28: The Alone
  • Capítulo 1: Absolute Mind
  • Número: 65

The notebooks are copyright © 1984-1989 The Paul Brunton Philosophic Foundation

This site is run by Paul Brunton-stiftelsen · info@paulbruntondailynote.se